voo [robert zemeckis, 2012]

voo

O ser humano não tem natureza, mas História”.
José Ortega y Gasset.

o primeiro passo pra mudança real do homem é que ele conte sua própria história com sinceridade. apesar das circunstâncias oferecerem diversas oportunidades para que whip (denzel) admita o que ele é (e que é óbvio para todos os que estão em sua volta), ele as rejeita. a partir do momento em que ele verbaliza suas feridas não cicatrizadas tudo se torna mais claro e sua trajetória se ilumina, mesmo que isso signifique enfrentar a prisão, coisa que ele tenta evitar durante o filme inteiro. não à toa que o filme se encerra com seu filho pedindo pra que ele conte sua história.

Anúncios
voo [robert zemeckis, 2012]

birdman [alejandro gonzález iñarritu, 2014]

birdman-01

já faz alguns dias que assisti ‘Birdman’ e sigo sem entender a razão desse filme existir. é um grande nada. o filme não passa do fator que é o maior responsável por sua fama – esse joguinho metalinguístico com Keaton-Birdman/Batman. a partir daí o filme fica andando em círculos, com Emma Stone e Edward Norton dando uns gritos de vez em quando, Keaton até sendo competente no seu papel, mas no fim das contas são só um pretexto pra ficar fazendo umas piruetas com a câmera, ficar mudando a iluminação [azul, vermelho, etc] pra impressionar alguns. pouco vale a pena aqui.

birdman [alejandro gonzález iñarritu, 2014]