casablanca [michael curtiz, 1942]

casablanca

humphrey bogart possui um dos rostos mais marcantes do cinema. cada ruga esculpida em seu rosto é como se fosse uma cicatriz de alguma desilusão que nunca deixa de arder. por isso que o sorriso de bogart sempre exala efemeridade. claro que essas características foram elevadas à máxima potência num dos grandes filmes do cinema, ‘no silêncio da noite’ de nick ray. mas isso não faz com que ‘casablanca’ deixe de ser um filme dolorido. mesmo se não soubéssemos a história de rick e ilsa, o necessário está no plano que mostra o rosto de ingrid bergman ao som de ‘as time goes by’.

Anúncios
casablanca [michael curtiz, 1942]

Um comentário sobre “casablanca [michael curtiz, 1942]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s